Pastor João BatistaJoão  Batista de Souza Costa nascido aos vinte e quatro dias do mês de junho do ano de mil novecentos e setenta e dois, na cidade de Sobradinho-DF, filho de Ilidio de Souza Costa e Abadia Gomes Costa, casado com Simone da Silva Dourado Costa e pai de quatro filhos: Thamires, Larissa, Natã e João Samuel. Pastor da Convenção Geral das Assembléias de Deus do Brasil , sob o registro de número 1626.

Ingressou na Policia Militar do Distrito Federal no dia quinze de maio de mil novecentos e noventa e seis, professor de idioma inglês, formado pela Faculdade Estadual de Goiás – UEG e pelo Cultural Center For Language (CCLS-CCAA/Planaltina-DF), Bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica das Assembléias de Deus - FATAD, converteu-se ao evangelho no dia 01 de janeiro de 1996, sendo batizado nas águas no dia vinte e oito de abril e com o Espírito Santo no dia cinco de maio do corrente ano.

Com apenas um ano de convertido foi chamado ao ministério pregando o Evangelho do Senhor na Bolívia (Puerto Aguirrez e Puerto Suarez), Estados Unidos da América (New Orleans, Kenner, West Bank e em Bostom) e em vários estados brasileiros. Fez seminário de Liderança Cristã Avançada pelo Instituto Haggai no Havaí, em Maui, a qual lhe proporcionou uma visão da necessidade de uma mensagem inovadora capaz de marcar o caráter e ir ao encontro dos perdidos para leva-los a experimentar o poderio do Cristo Ressurreto.

Aos 22 anos de idade foi designado para ser pastor local de uma congregação no Jardim Roriz. Um ano após, escreveu o livro “Como lestá o seu olhar”. A congregação começou com apenas um casal e ao final de dois anos, já contava com mais de oitenta novos convertidos. Foi transferido para o condomínio Arapoanga, onde começou outra obra, agora com seis pessoas. A Mão de Deus esteve sobre seu ministério mais uma vez: com três meses no local, as paredes foram derrubadas e a congregação dobrou de tamanho.

Após um ano e meio, o pastor João Batista foi transferido para um povoado perto de São Gabriel - GO, chamado Itaúna. Chegando-lá as dificuldades eram muitas, pois não havia infra-estrutura nem emprego, o povo estava acampado debaixo de lonas em uma situação precária. Nesse contexto um ponto de pregação foi inaugurado com aproximadamente nove pessoas que se mostraram interessadas no evangelho de Cristo. Com dois meses naquele local o Senhor operou maravilhas e aquele povoado estava abarrotado com a Gloria de Deus, sendo construída a igreja e aberto outro ponto de pregação em um loteamento nas proximidades, chamado Flor da Serra. Com muito esforço e com a benção do Senhor, a obra prosperou naquele lugar e muitas almas foram salvas.

Após 10 anos de muita benção servindo ao Senhor na Assembléia de Deus de Brasília, o Pastor João Batista impulsionado pelo Espírito Santo assistiu a um culto na Igreja Assembléia de Deus ADENAP e foi tocado profundamente pelo Senhor para parte daquela família. Como as coisas sempre aconteceram muito precoces em seu ministério, com apenas duas semanas congregando, ele foi chamado pelo pastor Edílson Cardoso, Presidente do Ministério ADENAP, para abrir uma congregação na Vila Buritis. Foi uma surpresa, porem ele aceitou e no dia 28 de março de 2006, a Igreja Assembléia de Deus Nova Aliança-ADENAP, estava sendo inaugurada na quadra 05 conjunto J lote 40 da Vila Buritis. A Igreja começou ali com apenas umas oito pessoas, mas Deus operou grandes coisas e ao final de um ano de existência foi necessário quebrar paredes e alargar as tendas, pois já não comportava o povo. Nesses três anos da ADENAP na Vila Buritis, o pastor declara que a congregação está em clima de graça e de expectativa pelo sobrenatural de Deus e a classifica como uma igreja amiga, harmônica e com qualidades que só se encontra em uma verdadeira família.

No mês de março de 2009, publicou o seu segundo livro: Entregue o Volante e descanse. Um livro que instrui as pessoas a desejarem maior intimidade com o Pai e as faz refletirem sobre a necessidade de um relacionamento mais profundo com Senhor, com algumas sugestões que são verdadeiras jóias para os que verdadeiramente amam o Mestre. No mês de abril, participou do Seminário de Liderança Cristã no Havaí pelo Instituto Haggai, alargando sua visão ministerial e amor pelos perdidos. Com este seminário pôde vislumbrar a necessidade de pregar a palavra com relevância cultural, não se prendendo aos paradigmas impetrados pela maioria religiosa, a qual coloca os costumes à frente do Senhorio de Cristo, causando confusão e enfraquecendo o poder do Calvário.

Nesses treze anos como obreiro do Senhor, ele se considera mais a vontade para trabalhar na seara e se diz mais sensível ‘as necessidades das pessoas e ao chamado divino, se diz mais maturo e liberto das armadilhas da religião, que segundo ele, ainda leveda a massa e fermenta o pão, pois aqueles que são religiosos aos poucos deixam de serem misericordiosos e passam a defender muito mais uma placa denominacional do que o Evangelho poderoso e Salvador de Cristo Jesus. Pastor pentecostal, o pastor João Batista gosta de uma palavra atuante e firme, uma palavra que mexa com a sensibilidade das pessoas e as provoquem a sair da situação em que se encontram para lutar por aquilo que acreditam.

O pastor João Batista adotou como lema de vida a seguinte frase: “vitória só existe no mundo real”, portanto se quisermos vencer, teremos que lutar. Não podemos superdimensionar os problemas, pois jamais os enfrentaremos e também não podemos fingir que eles não existem, pois jamais os venceremos. Cada problema deve ser encarado na dimensão que ele é, pois não existe problema que não seja solucionado pelo poder do nome de Jesus. É preciso coragem para enfrentar os problemas, determinação para vencê-los e muita garra para defender cada conquista, cada projeto cada sonho, ainda que para muitos, eles sejam pequenos ou insignificantes, pois uma grande árvore um dia já foi uma pequena semente.

Read more