Tema: A visão do homem e a visão de Deus
Texto Áureo: Ezequiel 37.1.14

Introdução: A mente é um campo de batalha. Toda vitória começa na mente. É por isso que o Apostolo Paulo escreveu em Romanos 12 sobre a necessidade de renovrmos a nossa mente, para podermos entender a boa, prefeita e agradável vontade de Deus.

O apóstolo Paulo também escreveu: andemos por fé e não por vista. Ele estava alertando-nos para o perigo de andarmos segundo as circunstâncias, pois o adversário de nossas almas as aproveita para lançar em nossa mente pensamentos contrários aos de Deus. No texto acima, encontramos Israel escravizado pelos Caldeus. Eles estavam sofrendo todas as sortes de humilhações e vitupérios. Nesse contexto o maligno colocou três pensamentos na mente deles, fazendo com que eles pensassem errado acerca deles mesmos e a acerca de Deus. Vamos analisá-los agora.

I. NOSSOS OSSOS SE SECARAM
O que você faria se encontrasse um osso seco na rua? Provavelmente passaria por cima, o pegaria e o jogaria na lata de lixo ou simplesmente o ignoraria. Este pensamento reflete bem a situação do povo naquele momento: eles se sentiam totalmente desvalorizados e sem esperança. Eles haviam perdido a glória do passado e se sentiam incapazes de se tornarem aquele povo poderoso e abençoado de antes. Um osso seco era o retrato que eles conseguiam visualizar para exemplificar o terrível estado em que se encontravam.

II. PERECEU A ESPERANÇA
Quem não tem esperança de vencer jamais irá lutar. Quem não acredita que a vitória virá, jamais esperará por ela. A esperança é a mola que impulsiona a nossa vida para uma experiência mais profunda com Deus. Portanto temos uma esperança que nunca morre porque ela está firmada em Deus. Temos esperança na ressurreição dos mortos, na transformação do nosso corpo, no arrebatamento, nos milagres e dons de Deus agindo em nós e através de nós, porém Israel não tinha esperança. Eles achavam que jamais sairiam da escravidão dos caldeus.

III. ESTAMOS CORTADOS
Se você cortar um galho de uma árvore e o jogar fora, com o passar das horas ele morrerá, pois a árvore o sustenta. Este pensamento revela claramente o sentimento que nutria a alma do povo: nós pecamos e o Deus dos céus nos abandonou e agora para nós não resta esperança alguma, a morte nos aguarda. Somos escravos e jamais sairemos desta situação. Eles são mais numerosos do que nós,  pereceu-nos a esperança, não passamos de ossos secos, esperando apenas sermos recolhidos. Estes eram os pensamentos de Israel diante de difícil situação que se encontravam, agora veremos a realidade do plano de Deus para eles:

IV. O PENSAMENTO DE DEUS
Deus mostra para o Profeta Ezequiel um vale de ossos secos, uma visão tenebrosa e assustadora e faz uma pergunta ao Profeta:  poderão viver estes ossos? Esta pergunta revela o Deus todo poderoso, inquirindo o profeta acerca da sua capacidade de fazer coisas impossíveis e extraordinárias. O profeta diante daquele quadro aterrorizante, simplesmente responde: Senhor Jeová tu o sabes. Creio que até então o profeta não estava entendendo o porque de estar ali naquele vale nem o porque daquela pergunta, mas Deus começa a falar ao Profeta: filho do homem profetiza sobre estes ossos e dize-lhes: eis que irei trazer nervos, carne e pele sobre esses ossos e também colocarei neles o meu Espírito e viverão, para que saibam que eu sou o Senhor.           
                                                                                                                                                        
No versículo 11, Deus traz a revelação completa ao Profeta: estes ossos são toda a casa de Israel e eis que dizem: os nossos ossos se secaram, pereceu a esperança, nós estamos cortados. Podermos perceber que estes três pensamentos não tinham nada a ver com o pensamento de Deus. Enquanto eles se sentiam totalmente rejeitados e desamparados, sem esperança e sem vida, Deus revela a sua grandeza e o seu pensamento: vou restaurar o meu povo, vou colocar dentro deles o meu Espírito e vou trazê-los novamente para a terra de Israel e eles saberão que eu sou o Senhor. O nosso adversário usa situações difíceis para nos confundir e colocar em nós pensamentos que não são os pensamentos de Deus, mas creio que nesse momento estamos tendo a visão da glória de Deus e não aceitaremos nada a menos do que a vontade de Deus sobre as nossas vidas. O profeta Jeremias escreveu o pensamento de Deus a nosso respeito: eu é que sei que pensamento tenho a respeito de vós, pensamento de paz e não de mal, para dar a cada um o fim que desejais.( Jeremias 29.11). Como Deus opera sua restauração em nossas vidas? É o que veremos agora:

1. PELO PODER DA PALAVRA: Filho do homem profetiza, dize-lhes: ossos secos, ouvi a palavra do Senhor e viveis. A palavra tem o poder de renovar a nossa mente, de nos santificar, de nos lavar, de nos purificar, de nos ajudar contra o pecado, de nos guiar pela escuridão da vida. Quando ouvimos a palavra e depositamos a nossa fé naquilo que está escrito, assim como, os nervos, a carne e a pele cresceram sobre aqueles ossos, coisas sobrenaturais começam a nascer em nós. Começamos a ser preparados para a realidade de Deus para a nossa vida, quando estamos atentos à sua palavra.

2. PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO: E  colocarei em vós o meu Espírito e vivereis e sabereis que eu sou o Senhor. Creio que esta é uma das maiores bênçãos recebidas de Deus. A promessa de que se nós ouvirmos a sua palavra, seremos templo de Deus, teremos o Espírito Santo habitando dentro de nós. A palavra cria em nós a condição de vivermos o milagre e o Espírito do Senhor é o poder que faz o milagre acontecer.

CONCLUSÃO: Não interessa a situação que você esteja vivendo, Deus tem poder para mudá-la. Não interessa os pensamentos que rondam a sua mente, o importante é o pensamento que Deus tem ao seu respeito. Creia que Ele está interessado em mudar toda a sua história e em escrever páginas novas a partir de hoje.

Sejamos amantes da Palavra e cheios do Espírito para vivermos tudo o que Deus sonhou para nós.