Tema: Paciência, o segredo de Davi
Texto Áureo: Salmo 40.1.3

Introdução: Todos nós enfrentamos momentos difíceis em nossa na vida. Às vezes enfrentamos um problema corriqueiro entre irmãos ou de relacionamento no trabalho. Outras vezes, são situações que abalam o nossa estrutura emocional e psicológica: enfermidades, perseguições, vícios e problemas financeiros.

Neste texto o salmista revela uma senha infalível para vencermos as adversidades da vida: a paciência.

I. Esperar com Paciência
Talvez este seja o principal ponto da vitória de Davi sobre todos os problemas que ele enfrentou em sua trajetória. Ele aprendeu a esperar pacientemente no Senhor. Ele desenvolveu uma capacidade impressionante de confiança em Deus, o que lhe possibilitava esperar pacientemente pelo livramento do Senhor. Creio que nossa falta de confiança tem sido o nosso principal problema. Por não confiarmos plenamente em Deus, não esperamos pelo seu agir, e por isso, estamos quase sempre ansiosos e preocupados. Estamos vivendo em meio a um povo deprimido e frustrado. Sim, deprimido.

Ansiedade é um tipo de depressão. A depressão em geral baseia-se pelo passado, pelas perdas, decepções e frustrações. Porém, a Ansiedade é uma depressão provocada pelo futuro, por algo que ainda não aconteceu. É um sofrimento por antecipação. As pessoas sofrem por algo que existe apenas na mente delas e que na maioria das vezes jamais acontecerá. Alguns se preocupam com a possibilidade de perderem o emprego, outros com o fim de um relacionamento estável.

Há pessoas que vivem angustiadas por uma situação que não tem a mínima possibilidade de acontecer e por causa disso elas anulam o presente vivendo como se fosse para o ano de 2050. Poupanças exageradas e uma vida  emocional e psíquica raquítica. Existe um ditado em inglês que pode nos ajudar para não sofremos antecipadamente: (when that bridge comes i will cross to it - Quando aquela ponte chegar eu passo por ela). Ou seja, vamos esperar os problemas acontecerem para nos preocupar com eles.

Sei que tudo isto é reflexo desta geração "Nissin Miojo", do instantâneo, da pronta entrega, do tudo rápido. Não gostamos de esperar. Porém, há situações que não temos muito a fazer, a única alternativa é esperar. O apóstolo Tiago escreveu: sede pois irmão pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando com paciência, até que receba a chuva temporã e a serôdia.

Uma mulher grávida por mais que queira o seu bebê, ela terá que esperar os nove meses de gestação. Um rapaz que queira o seu diploma de nível superior após terminar o segundo grau, terá que esperar pelo tempo de duração do seu curso.

Um jovem por melhor motorista que seja, terá que completar seus dezoito anos para poder dirigir. Existem situações que tudo que temos a fazer é esperar. Por esta falta de paciência, muitos cometem erros que se arrependem duramente em suas vidas: Saul não teve paciência em esperar pelo Profeta Samuel e ele mesmo ofereceu o sacrifício, sendo rejeitado por Deus e advertido pelo Profeta (1 Samuel 13. 8;14). Também o povo de Israel pagou um alto preço por não saber esperar. Eles disseram a Arão que não sabiam o que havia acontecido com Moisés e pediram para Arão fazer um deus para que eles o adorassem. Por causa dessa impaciência, morreram quase 3.000 almas (Êxodo 32.1;28).  Estamos ansiosos, contrariando a ordem de Jesus: não andeis ansiosos por coisa alguma. Nunca fomos tão ansiosos como estamos sendo agora.

Adolescentes já não esperam a idade certa para começarem um namoro. Jovens namorados não esperam com paciência o casamento para começarem a vida sexual. Outros não esperam alcançar maturidade e estrutura para casarem-se. Quando casam não têm paciência para resolverem os conflitos da vida a dois e, provavelmente, estes são fatores que contribuem para o grande número de divórcios na atualidade.

Falta de espera para os negócios e até mesmo para o santo ministério. Conheço a história de um rapaz que queria ser consagrado a evangelista e para conseguir sua consagração saiu de sua igreja para uma outra. Nesta igreja ele foi consagrado a evangelista, mas na rua foi envergonhado quando tentava expulsar um demônio usando a sua credencial de evangelista. O demônio comeu a credencial do rapaz.

Davi nos dá uma senha para o tempo presente: esperei com paciência no Senhor. O escritor aos Hebreus nos alerta para a necessidade da paciência: porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. (Hebreus10.36) Abraão esperou com paciência e por isso, recebeu a promessa. (Hebreus 6.15).

Quatro coisas acontecem quando esperamos pacientemente pelo Senhor:

II. Ele se inclina para mim
Temos que ter esta convicção que nosso Deus se lembrará de nós e ao seu tempo se inclinará para nós. Imagine o Deus dos céus se inclinando no seu trono simplesmente para te ver. Eu imagino Ele se levantando de seu trono com toda a sua glória, poder e majestade e com os seus olhos de fogo olhando para mim!. Eu aqui embaixo, pequeno e indefeso, diante das adversidades da vida, Ele lá em cima, grande e imponente. Enquanto penso que a situação está perdida, ele apenas espera o momento certo de se aproximar e operar o milagre.

III. Ele ouve o meu clamor
O nosso Deus é um Deus que nos ouve. Qual a mãe que não reconheceria o choro de seu filho, se estivesse em um supermercado e de repente ele começasse a chorar em lugar qualquer? Com certeza toda mãe conhece o choro do seu filho. E Deus não conheceria o choro dos seus filhos?!. A Bíblia diz que ainda que uma mãe esqueça do filho que carregou no ventre, Ele, o Senhor, jamais esquecerá (Isaías 49.15).

IV. Ele me tira do charco de lodo
Preste atenção no que o salmista Davi disse: Ele me tirou. É o Senhor quem nos tira,  não somos nós. O milagre vem Dele. Quando somos impacientes queremos fazer as coisas acontecerem. Porém, se você estiver em um buraco, o quanto mais você cavar maior ficará o buraco. A melhor solução é esperar que alguém que esteja fora dele jogue uma corda. Quando alguém está se afogando e fica se debatendo, a melhor decisão a tomar é esperar até que ele fique cansado, pois isso facilitará o resgate e não oferecerá perigo para o salva-vidas. Muitas vezes não recebemos muitas intervenções divinas porque estamos sempre tentando resolver os problemas por nós mesmos, então o Senhor fica na espera até que reconheçamos a nossa incapacidade e nos lançamos diante Dele, totalmente cansados e frustrados. Ele na sua misericórdia cuida de nós e nos livra dos nossos temores.

V. Ele me dá um novo cântico
Este é o resultado de uma vida de espera pelo Senhor. Uma vida sem ansiedade e de plena confiança no Deus de Davi.

Conclusão: Davi soube esperar longos anos para chegar ao trono de Israel. Ele teve várias chances de matar Saul e tomar o Reino pela força, mas ele preferiu esperar pelo Senhor. José também esperou com paciência por 13 anos (11 como escravo e 2 como prisioneiro) até chegar a ser o Governador do Egito.

Calebe esperou quarenta e cinco anos por uma terra que Moisés o havia prometido, Moisés morreu, toda aquela geração morreu, menos a esperança de Calebe em conquistar Hebrom, coisa esta que ele conseguiu mais de quarenta e cinco anos depois. Às vezes esperar em Deus é difícil, mas é necessário. Creia que o Deus de Davi é um Deus que se inclina ao clamor dos necessitados. Que os livra dos intempéries da vida. Que participa da história dos seus filhos. Que garante um cântico novo a todos que se dispõem a esperar pacientemente por Ele, pois o Deus de Davi, além de ser um Deus fiel em todas as suas promessas, ele também é um Deus que cuida de nós.