Tema: Marcados  no caráter e transformados pela Unção
Texto Áureo: Marcos 2.1-8

INTRODUÇÃO:  Onde Jesus andava ele promovia transformação. Cafarnaum foi impactada com a presença do Senhor. As pessoas corriam de um lado para o outro para ver Jesus.

Umas pegavam seus filhos e filhas e iam ter com ele, outros pegavam os enfermos que tinham em casa, alguns traziam os paralíticos e os endemoniados. Cafarnaum não era mais a mesma. Sua rotina foi mudada pela presença de Jesus. Os fariseus que  alimentavam aversão por Jesus, diante dos fatos que presenciaram, agora sustentam um ódio terrível. As pessoas que corriam para ver Jesus curiosas, diante da presença do Senhor elas glorificavam a Deus e louvavam. Os sentimentos das pessoas foram mudados. A presença de Jesus é transformadora. É impossível Jesus chegar em um lugar e as coisas permanecerem as mesmas. O paralítico que é trazido em uma cama por cima do telhado com a ajuda de alguns amigos, é impactado com a presença de Jesus e volta para casa andando e perdoado. Jesus mudou todo o seu ser. Jesus lhe deu perdão e cura, seu ser foi transformado pela presença do Senhor. Só Jesus pode transformar nossa rotina, nossos sentimentos e o nosso ser, a Ele a glória para todo o sempre, amém. Neste dia especial em que celebramos a ceia do Senhor quero trazer à memória alguns princípios que se colocados em nossas vidas transformarão as pessoas que estão a nossa volta.

1. Princípio da Semente
Apareceu, porém, o Senhor a Abrão, e disse: À tua semente darei esta terra. Abrão, pois, edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera (Gen 12.7). Em Gênesis 1.26, Deus ao criar o homem, Ele o cria à sua imagem. Bem, o que é uma imagem? É o reflexo do original. O homem não é Deus, mas foi criado à sua imagem. O mesmo acontece quando você se olha no espelho. O que está dentro do espelho não você, é apenas a sua imagem. No principio de transformação pela semente entendemos que a semente tem o poder de reproduzir o original. A semente não é o fruto, mas ela o reproduz perfeitamente. No texto acima lemos que Deus prometeu a Abraão que a sua semente daria a terra. Nós entendemos pelo texto que a semente de Abraão é uma imagem do que Abraão foi. Observe o que esta escrito em João 8. 37 Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não encontra lugar em vós. 38 Eu falo do que vi junto de meu Pai; e vós fazeis o que também ouvistes de vosso pai. 39 Responderam-lhe: Nosso pai é Abraão. Disse-lhes Jesus: Se sois filhos de Abraão, fazei as obras de Abraão. Na parábola do semeador encontramos que a Palavra de Deus é uma semente, ela gera em nós o caráter de Jesus. Jesus disse: Se vós estiverdes em mim e as minhas palavras estiverem em vós, tudo que pedirdes ao Pai em meu nome vos será feito. Que as pessoas vejam em você a imagem do Deus todo Poderosa e sejam transformadas pela sua presença.

2. Princípio da infiltração
Vós sois o Sal da terra (Mt 5.13). O sal transforma tudo que ele se ajunta. Não é possível colocar sal em algum alimento e não sentir o seu sabor. Nota-se também que o sal não foi feito para viver sozinho, ele é uma companhia que dá sabor aos que se ajuntam a ele. Muito sal não presta, pouco também não. O sal tem uma dosagem que gera o ponto certo. Quanto temos muito sal estragamos a comida, quando o sal é pouco, ela perde o sabor. Neste princípio entendemos que nossa vida gera transformação ao adicionarmos sabor às pessoas que estão à nossa volta.

Não precisamos ser notados, é melhor que sintam a nossa ausência, mas melhor ainda é que desapareçamos e o sabor apareça na vida dos outros. Quando você vai comer um peixe e se ele estiver salgado, logo você notará a presença do sal. Se houver falta de sal, logo você também perceberá a usa ausência, mas se o sal estiver no ponto, você nem lembrará do sal, apenas do quanto o peixe está gostoso. O sal transforma por infiltração, que nós também venhamos nos infiltrar e transformar muitos nesta geração.

3. Princípio da irradiação
Vós sois a luz do mundo (Mat 5.14). A luz transforma o ambiente. Quando ela chega tudo muda. No Reino não há ninguém anônimo, todos têm uma identidade. Você é visto por Deus e você é visto pelos homens. O Senhor Jesus disse: Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens para que vendo as vossas obras glorifiquem o Pai que estas no céu. A nossa presença tem que mudar o ambiente e as vidas.  As trevas só saem com a presença da luz. As pessoas precisam ver a luz de Deus em nossas vidas como aquela Sunamita viu em Elizeu: Vejo que aquele que passa é um Santo Homem de Deus. Que a nossa luz possa resplandecerem meio a essas densas trevas.

4. Principio da frutificação
Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo caindo na terra não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto. (João 12.24). Jesus disse que é pelos frutos que se conhece a árvore. Ele mesmo veio para morrer para que através de sua morte pudéssemos nascer como preciosos frutos para o Pai. O Senhor nos nomeou, conforme João capitulo 15 para que déssemos muitos frutos. Este principio nos revela que quando frutificamos, as pessoas são alimentadas e com isso transformadas pela qualidade do nosso fruto. Muitas pessoas ainda não tiveram suas vidas transformadas devido à péssima qualidade de alguns frutos de certos pseudos Cristãos. Que nesta noite possamos produzir frutos dignos de arrependimento e transformar a muitos em nome de Jesus.

CONCLUSÃO
Somos sementes de Deus e por isso refletimos a sua imagem nesta terra. Que esta imagem seja vista em todos os lugares, quebrando as rotinas, transformando os sentimentos e restaurando vidas.