Tema: Onde está Deus na tempestade?
Texto Áureo: Mateus 14.22.32


1. DEUS NÃO ESTÁ EM NOSSOS SENTIMENTOS AMARGURADOS E VAZIOS.

Ele não está nos tremores de nossa alma. Ele não está no fogo da nossa raiva. Mas, Ele está onde geralmente não queremos estar, na calma.

Elias havia realizado um grande feito pelo poder de Deus, porém, isto resultou em uma grande perseguição. Abalado interiormente, fugiu para uma caverna para se esconder da fúria de uma mulher muito má, chamada Jezabel.

Elias estava apavorado e por causa disso, tirou o seu olhar de Deus e se enterrou em si mesmo. Vamos ver algumas coisas nesse nosso primeiro texto bíblico:? 9 (Elias) entrou numa caverna e passou a noite. E a palavra do SENHOR veio a ele: “O que você está fazendo aqui, Elias?” 10 Ele respondeu: “Tenho sido muito zeloso pelo SENHOR, o Deus dos Exércitos. Os israelitas rejeitaram a tua aliança, quebraram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada. Sou o único que sobrou, e agora também estão procurando matar-me”. 11 O SENHOR lhe disse: "Saia e fique no monte, na presença do SENHOR, pois o SENHOR vai passar". Então veio um vento fortíssimo que separou os montes e esmigalhou as rochas diante do SENHOR, mas o SENHOR não estava no vento. Depois do vento houve um terremoto, mas o SENHOR não estava no terremoto.12 Depois do terremoto houve um fogo, mas o SENHOR não estava nele. E depois do fogo houve o murmúrio de uma brisa suave. 13 Quando Elias ouviu, puxou a capa para cobrir o rosto, saiu e ficou à entrada da caverna. E uma voz lhe perguntou: “O que você está fazendo aqui, Elias? ” (1Reis19:9-13NVI). Onde estava Elias? Numa caverna! O que ela representa? Ela representa a nossa vida interior afastada da presença de Deus. Quando tiramos os olhos de Deus em uma situação difícil, só restará olharmos para nós mesmos e em nossos sentimentos totalmente abalados.

O que encontramos dentro de nós em momentos de tempestades, senão, amargura, vazios, tremores e raiva? Mesmo experimentando essas coisas, Deus não nos abandona e Ele deseja arrancar-nos dessa situação, falando conosco. Mas Deus, não poderá colocar-nos acima das lutas pessoais, se não iniciar um processo de transformação interior em nossa alma. Quando estamos na presença de Deus, passamos a nos descobrir e a entender como Ele quer agir a nosso favor e por meio de cada um de nós. Infelizmente, as situações negativas nos modificam por dentro e precisamos ser consertados por Deus. Elias estava sustentando atitudes interiores erradas e estas, estavam fazendo com que ele se afundasse cada vez mais. Então Deus usa elementos da natureza, para mostrar-lhe o que estava ocorrendo em sua vida íntima, procurando trazer-lhe à lucidez.Vejamos o estado de alma do profeta Elias:

A. Elias estava amargurado e vazio naquele instante. Por isso, Deus permitiu que ele visse a ação destruidora de um forte. Nossos sentimentos descontrolados são assim – destruidores e nada edificantes. Eles são como o vento fortíssimo.
B. Nossos tremores são como o terremoto que Deus lhe mostrou – são sentimentos que fazem tremer a base de nossas vidas, mas que só causam destruição. Ficamos abalados e perdemos a condição de raciocinar ou considerar com maturidade a nossa situação.
C. Deus então lhe mostra a ação do fogo. E o fogo descontrolado também não destrói? Assim é a nossa ira ou raiva, contra este ou aquele e até contra Deus, em nossos em nossos momentos de luta!
D. A brisa suave, representa a calma, o frescor que nos faz parar com tudo o que estamos fazendo e experimentá-la. Pense nas várias situações, quando você parou tudo o que estava fazendo para sentir uma brisa refrescante.

Deus estava lhe dizendo que ele precisava dominar seus sentimentos negativos e procurar se acalmar. Quando ele percebeu a ação da brisa suave, percebeu também a grandeza da presença de Deus e começou a sair da sua “caverna”; isto é, ele começou a abandonar sentimentos errados, sobre os quais estava se enterrando! Agora Elias estava pronto e lúcido para ouvir o que Deus tinha a lhe dizer. O mesmo acontece conosco. Podemos ouvir a Deus por meio de um ensinamento e da leitura da Bíblia, mas se nossos sentimentos interiores não forem controlados, não teremos lucidez suficiente para entender o que Deus está falando. Muitos dizem que ouvem a voz de Deus, recebem revelações, profecias e etc. Mas, continuam em seu calvário interior e nada progride em suas vidas. Sabe por quê? Porque continuam lutando com suas próprias forças! Veja como Deus usou o salmista para fazer uma declaração muito importante: ? 10 “Parem de lutar! [por vocês mesmos] Saibam que eu sou Deus! (...). ” (Salmos 46:10 NVI).a.

2. ELE ESTÁ SOBRE AS INQUIETUDES DA VIDA

Leiamos esta passagem das Escrituras: (Mateus 14:22-32.NVI) Jesus havia dado uma ordem para que entrassem no barco e fossem para a outra margem. Se Ele deu esta ordem, é lógico que chegariam ao outro lado, acontecesse o que acontecesse! Não tenho a menor dúvida de que Jesus sabia o que aconteceria ao barco dos discípulos bem no meio do Mar da Galiléia – ventos fortes levantariam ondas altas e fortes contra a embarcação. Eles não estavam sozinhos, pois Jesus veio andando sobre as águas.

A ideia de andar aqui, é que Jesus “esmagava” as ondas com seus pés! Note que quando Pedro começou a andar sobre as águas, o que ele percebeu foi a força dos ventos e não das ondas, mas ele conseguia esmagar as ondas com seus pés e ficar acima da inquietude do mar, enquanto caminhava na direção de Jesus; isto é, enquanto olhava para Jesus. Quando ele tirou os olhos de Jesus, começou a afundar!

Ele tinha a palavra de Jesus: “Venha!” Mas quando perdeu o Senhor de vista e passou a olhar para dentro de si, começou a afundar. Você pode ter uma Bíblia toda riscada e anotada que o acompanha por anos. Você pode ter uma boa igreja local, onde a obra de Deus está sendo feita com sinceridade. Mas se você não tiver a presença real de Jesus em sua vida, irá afundar a qualquer instante! Com o que você já tem, em termos de conhecimento da fé, isto poderá lhe proporcionar uma caminhada em meio às tempestades da sua vida até um certo ponto, mas chegará um momento que você precisará da presença, do toque, do puxão de Deus, por meio de Jesus em sua vida. Quando você se acalma pelo toque do Senhor, então a caminhada continua por cima das inquietudes ou tempestades, porque Deus está em Jesus, que está acima de tudo que agita nossas vidas.


3. DEUS ESTÁ NA “ROCHA” QUE É CRISTO”!
Construir a vida sobre uma base sólida é mais importante, do que seguir conselhos positivistas, credos religiosos e revelações misteriosas ou fantasiosas.

Você pode ouvir uma grande pregação, guardar tudo o que foi dito, mas se Jesus não é a base da sua vida, poucas mudanças ocorrerão. Veja: 24 “Portanto, quem ouve estas? minhas palavras e as pratica é como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha. 25 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela não caiu, porque tinha seus alicerces na rocha. 26 Mas quem ouve estas minhas palavras e não as pratica é como um insensato que construiu a sua casa sobre a areia. 27 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu. E foi grande a sua queda”. (Mateus7:24-27NVI). Jesus estava falando sobre os falsos mestres, que diziam falar da parte de Deus e Jesus alertou, para que se tomasse muito cuidado com eles; pois, eles Só transmitiam palavras e não a Pessoa de Deus. Eu ouço muitas pessoas falando de como todos os cristãos podem ser prósperos. Isto é uma verdade, mas onde estes cristãos estão construindo sua fé? Em seus sonhos? Ou sobre a realidade da Rocha – a presença de Jesus? Há tantos outros ensinamentos maravilhosos, mas que representam uma “meia verdade”, porque eles excluem a edificação da vida sobre Jesus. Os primeiros discípulos não tinham a Bíblia e nem um prédio para chamá-lo de igreja, mas tinham a Jesus e a igreja em Jerusalém cresceu, aproximando muitas vidas de Deus.

Você já deve ter lido a bronca de Paulo em Pedro, quando este e Tiago, começaram a usar o Velho Testamento para ensinar os cristãos, dizendo que deveriam observar certas práticas para estarem mais próximos de Deus. Paulo repreendeu essa prática com muita energia! Por quê? Porque elas não eram a base do cristianismo e sim a Pessoa de Jesus. Deus não está em nossas doutrinas ou regimentos, regras, regulamentos internos – Ele está na Pessoa de Jesus, que é a Rocha onde devemos edificar nossas vidas e assim podermos suportar as adversidades, ficando de pé! Deus está na parte de nossas vidas que ninguém vê. Porém, quando surgirem as adversidades ou tempestades, nós saberemos porque estamos de pé e as pessoas vão desejar saber como podemos suportar e vencer tantas lutas. Então, lhes mostraremos Jesus, como a base onde nossas vidas estão edificadas. 6 Jesus respondeu: -Eu sou o caminho, a verdade e a? vida; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim. (João 14:6).

CONCLUSÃO:
Se estivermos com Jesus, seja no bom tempo ou na tempestade, estaremos com Deus, porque Ele está em Jesus. Se lermos a Bíblia para sermos mais parecidos com Jesus em nossa maneira de sentir, pensar e agir, nós estaremos com Deus, porque Ele está com Jesus. Se estivermos em uma igreja local, não como apenas frequentadores de um prédio,mas participantes do Corpo de Cristo, querendo desenvolver nossos dons e habilidades, a fim de servir ao próximo, estaremos com Deus, porque Deus está no Corpo de Cristo. Virão tempestades? Claro que sim! E onde estará Deus nelas? Em Cristo. E se estivermos com Ele, estaremos com Deus!