Tema: Dorcas, uma vida que fez a diferença
Texto Áureo: Atos 9:36-43

I - DORCAS SE IMPORTAVA COM A NECESSIDADE ALHEIA

Devemos fazer a diferença. Tomando por base a história de Dorcas (Atos 9:36-43), também chamada Tabita, mostrou que pequenos atos podem mudar vidas.

Em Israel, na época, as viúvas eram excluídas da sociedade, e ninguém as ajudava. Ela, moradora de Jope, “notável pelas boas obras e esmolas que fazia”, pensou como poderia ajudar aquelas viúvas: com uma agulha.

“Sim, uma agulha pode fazer a diferença”,. Com este instrumento, Dorcas fez túnicas e vestidos para aquelas viúvas, sem nada cobrar, apenas pela bondade em seu coração e vontade de ajudar o próximo. Mas, falecendo, as viúvas começaram a chorar, já com saudades. O apóstolo Pedro, chamado à cidade, foi cercado pelas viúvas no cenáculo, enquanto Dorcas já estava preparada para o enterro. Após pedir que todos saíssem, Pedro, então, disse: “Tabita, levanta-te!” Após abrir os olhos, ela viu Pedro. “Ele, dando-lhe a mão, levantou-a; e, chamando os santos, especialmente as viúvas, apresentou-a viva” (v. 41).

“Com esta história, a Bíblia mostra que podemos fazer grandes coisas com pequenos atos, tornando a vida de outros melhor”. Isto serve para mostrar que devemos criar nossas próprias histórias, ajudando os irmãos, dedicando mais tempo à igreja. “Às vezes, a pessoa que está ao seu lado está precisando de um abraço, e você nem sequer faz isso”. “Quando fizer algo para Deus ou para alguém, faça com excelência e amor”.

A agulha de Dorcas trouxe-lhe amigos, fez a diferença e deixou saudades. “E quanto a nós, quando Deus nos levar, deixaremos amigos chorando pela nossa falta?

II - DORCAS FOI UMA VIDA QUE DOOU

Dorcas tinha apenas agulha e linha, mas usou-as para fazer diferença na vida das pessoas.Como você tem utilizado as suas oportunidades e recursos? Você é uma pessoa que dá de si, ou que se guarda para si?

Imagine você sentado à mesa com Abraão, Moisés, José e Pedro, e então eles começam a contar quais eram suas histórias. “Abraão diz: ‘Já nasci com a maldição, em meio a um povo idólatra, mas Deus mandou-me deixar minha parentela e ir a um lugar desconhecido, onde meu deu tudo o que queria e enriqueci. Queria ter um filho, e não só o Senhor me deu Isaque, como me fez pai de uma grande nação’. Moisés, por sua vez, afirma que sobreviveu pela misericórdia de Deus, e viveu num palácio, passou quarenta anos no deserto, mas libertou seu povo do Egito e liderou-o até a Terra Prometida. Você pergunta a José, e este responde que foi vendido pelos irmãos, foi preso injustamente, mas terminou governando o Egito e reunindo sua família novamente. E você, Pedro? “Um dia, um homem comum, mas com olhar diferente, chegou para mim e disse: ‘Venha após mim e não serás pescador de peixes, mas almas’. Segui este homem, e O neguei três vezes, mas Ele me resgatou e deu-me uma unção tão grande, que por onde andava até minha sombra curava os enfermos”.

“Depois desta visão, devemos pensar: será que não vou ter minha própria história, chega de continuar vivendo de testemunhos alheios?” “É hora de começarmos a fazer a diferença, em vez de um irmão falar mal do outro, ficarmos nos apedrejando, vamos nos abastecer do Espírito para vivermos o que Jesus disse “quem crer em mim fará obras maiores do que eu fiz.” “Como fazer grandes obras se nem as pequenas nós fazemos?”.

III - DORCAS FOI UMA VIDA QUE SE REALIZOU

Ao tomar a decisão de ser útil, Dorcas encontrou razão e alegria de viver.

Muitos vivem esperando ser útil a alguém com aquilo que não possuêm. Eles dizem: quando eu tiver aquilo, eu vou fazer isso. Resultado: nunca fazem nada, perdem a oportunidade de servirem ao próximo e com isso, vivem uma vida frustrada, sem sentido, pois quando somos úteis encontramos razão para nossa existência.

O Senhor ressuscitou Dorcas para a sua glória, e, também, porque ela ainda tinha contribuições para dar.

Você tem conferido propósito e motivo de continuidade à sua vida?


CONCLUSÃO:

Todos temos um instrumento para fazer algo. Dorcas, tinha uma agulha e por usá-la bem Deus a mandou de volta, pois ainda tinha mais obras para fazer. Vamos ganhar mais almas, ajudar o irmão que precisa, fazer mais amigos, fazer uma história nova, para deixarmos saudades”.

Faça a sua vida fazer a diferença. Deus quer abençoar você, através de você.