A "doutrina" de algumas igrejas mais rígidas proíbem a mulher cristã de usar calça-comprida (mesmo decente) alegando que a calça desenha "as curvas" da mulher, mostrando sensualidade, instigando o homem a ter "pensamentos malignos".

Minha avó tem 75 anos. Se ela quiser fazer parte de uma igreja dessas terá que usar saia, porque é doutrina da igreja. Eu não sei que "curvas" ela ainda teria pra mostrar numa idade que toda hora ela se esquece onde colocou a chave de casa. Mas a igreja exige! Só batizam nas águas "se a irmã usar a saia". Imagino que minha avó deva ter um par de pernas que coloque "pensamentos malignos" na cabeça de alguns destes líderes. Exceto se houver algum tarado-maluco, com certeza minha avozinha não causa tanta admiração assim.

Os argumentos que defendem estas doutrinas são muito, mas muito fracos mesmo. Tanto que ao ser tema de debate, ao refutarmos algum legalistas geralmente isso acaba em discussão, ofensas pessoais, e alguém diz que finda o diálogo por "não querer discussão". Algumas igrejas até os anos oitenta ainda proibiam com veemência o uso de camisas de manga curta (até o cotovelo), e que o certo seria a manga comprida, fechadas até os pulsos. Quase sempre defende-se estas doutrinas sob alegação do "pudor", do despir, da nudez, de estar provocando o sexo oposto. Hoje estes mesmos pastores estão usando camisas de manga curta. Imagine as irmãs destas igrejas hoje cobiçando vorazmente o cotovelo e antebraço dos irmãos... Um martírio para quem quer se santificar!

Ao dialogar com um irmão, daqueles bem legalista, ele me disse que a mulher não pode usar calça-comprida, pois exibe a "sensualidade da mulher". Mas a esposa dele trabalha num lugar onde é obrigada a usar calça-comprida. Ao questionar, ele me respondeu: "– Ah, irmão...aí é diferente. Lá no trabalho ela tem que usar".

Ao que perguntei: "– Então lá no trabalho ela pode mostrar as "curvas", a "sensualidade"??

E ele: "– Nãããooo!!! Ela usa uma calça-comprida muito decente!"

E eu completei: "– Então, irmão! E porque as outras irmãs não podem usar esta "calça-comprida decente" destas que sua esposa usa no trabalho?!

E ele, de cabeça baixa:  "– É... é difícil responder".

Doutrinas mudam. Igrejas mudam. Os homens mudam. Só uma coisa não muda: A Palavra de Deus. Nosso Deus é o mesmo.

“Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras  de nosso Senhor Jesus Cristo, é soberbo, e nada sabe”. (1 Timóteo 6:3)

“Mas ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho  além do que já vos pregamos, seja anátema”. (Gálatas 1:8)

 

Autor: Denis de Oliveira é pastor da Assembleia de Deus, Ministério Poder de Deus, RJ.